Desenvolvido por Ricardo Ventura
ricardo.ventura777@hotmail.com
A Música e os Quatro Elementos
Podemos fazer uma correlação entre o Universo fenomênico e uma orquestra sinfônica. O mundo é formado, sob o ponto de vista esotérico-filosófico, por 4 elementos (ou Reinos elementais), a saber: Terra, Fogo, Água e Ar, coroados por uma quintessência, o 5º Elemento, chamada de Éter.

Há, além desses 5, mais dois, chamados de Adhi e Samadhi (o 6º e o 7º elementos). Esses 4 elementos, dentro do universo da música, estão representados pelas 4 classes de instrumentos que se harmonizam. Eis:
Terra Fogo Água Ar
Percussão Metais Teclados Sopro
Elemento - Instrumentos
E o 5º Elemento, o Éter? O que vem a ser dentro de uma orquestra? E o 6º e o 7º? Eis a relação maravilhosa e perfeita da Sabedoria Gnóstica dentro do Pilar da Arte, no campo da Música Sagrada:
Éter Adhi Samadhi
Oral Pausa, Silêncio Maestro
O Maestro, ou Regente, com sua batuta (o Báculo, ou Cetro), dentro dessa simbologia toda, viria a ser o Mago do Arcano 1 do Tarô, aquele que rege os Elementos, aquele que os domina de acordo com o Poder da Vontade (Kriya) e do Conhecimento Superior (Jnana, Gnose). Observe os detalhes da carta (Arcano) número 1 do Tarô Egípcio.

As 3 Forças Primárias que deram origem ao Universo, tanto no Macro como no Microuniverso, estão representadas pelas 3 estruturas musicais, a saber:
Ritmo Força Positiva, o Santo Afirmar
Melodia Força Negativa, o Santo Negar
Harmonia Força Neutra, o Santo Conciliar
A grande maioria das composições clássicas, especialmente aquelas criadas pelos grandes Compositores-Iniciados, tais como Mozart, Beethoven e Wagner, possui essas três estruturas. Por isso fazem tão bem ao público, não somente para os ouvidos ou o sistema nervoso, mas também servem de alimento energético para a Alma, ou seja, para os Corpos Internos do Ser.

Infelizmente, nos dias de hoje, a sociedade dita moderna não dá valor ao poder oculto da música e cultiva elementos extremamente prejudiciais. A mal chamada música rock, os ritmos afro-brasileiros, afro-cubanos etc., são prejudiciais à saúde mental e física e também à Evolução da Alma do ouvinte.

Com essa afirmação não queremos passar por discriminadores da cultura popular. Ao contrário, queremos com isso "separar o joio do trigo", afirmando que devemos ser mais críticos com tudo aquilo que entra em nosso Mundo Interior. Não somente disciplinar os alimentos materiais, não somente o oxigênio, mas também os diversos tipos de energia, entre os quais estão as Vibrações Musicais

Fonte: Saúde Alternativa

Solange Christtine Ventura
www.curaeascensao.com.br