Desenvolvido por Ricardo Ventura
ricardo.ventura777@hotmail.com
Conheça as nossas sugestões para uma boa alimentação
Sal marinho - substitua o sal refinado pelo sal marinho. Como o Dr. Marcio Bon tempo disse: “o sal marinho contém cerca de 84 elementos que são, não obstante, eliminados ou extraídos para a comercialização durante o processo industrial para a produção do sal refinado. Perde-se então enxofre, bromo, magnésio, cálcio e outros menos importantes, que, no entanto, representam excelente fonte de lucros. Uma industria que esteja lucrando com a extração desses elementos do sal bruto é geralmente poderosa e possui a sua forma de controle sobre as autoridades. É claro que será então dada muita ênfase a importância do sal refinado empobrecido e pouca ao sal puro, integral, abominado.” O sal marinho tem cristais maiores que o sal refinado, portanto, utilize a mesma quantidade de sal marinho (somente aguarde mais tempo para experimentar a comida - para que os cristais de sal se dissolvam adequadamente).

Arroz Integral - substitua gradualmente o arroz branco pelo integral ou farelo de arroz. O arroz integral é envolto por uma película que é justamente o que o mantém integral. Esta película segura o germe do grão que juntos formam uma dupla designada farelo. Podemos então considerá-lo um alimento funcional.

O arroz branco, por sua vez, não contém esta película porque ela foi retirada no processo da refinação. Portanto, este arroz não contém farelo, não podendo ser indicado como alimento funcional.

Farelos (de arroz, aveia, soja e trigo) - ricos em fibras. Estimulam o funcionamento intestinal, reduzem o colesterol. Os farelos são ricos em vários compostos ativos, entre eles as fibras (que estimulam o funcionamento intestinal), os fitatos (que protegem o organismo do depósito de chumbo (trabalho do Dr. Jaime-Amaya - Unicamp), os ácidos graxos insaturados, as proteínas e vitaminas B1 principalmente. Duas colheres de sopa de farelo por dia é o suficiente. Misture com leite, suco, frutas, etc no café da manhã, no almoço com o arroz e o feijão, no jantar, etc.

Óleo de Girassol - substitua o seu óleo de soja pelo óleo de girassol. O que diferencia o óleo de Girassol dos outros óleos é a concentração de ácidos graxos. Os ácidos graxos que interessam sob o ponto de vista da nutrição, são os insaturados oléico, linolênico e linoléico, principalmente este último capaz de dissolver e eliminar o excesso de colesterol no organismo, deixando-o na taxa normal. A concentração de ácido linoléico no girassol é de 62,2% enquanto há 21,l% de óleo oléico. Essa característica, garante ao óleo de girassol propriedades altamente reguladoras nas doenças cardíacas. Procure no supermercado óleo de girassol de primeira prensagem a frio: é um pouco mais caro que os de soja e girassol comuns, mas de melhor qualidade.

Vinagre de Maçã - substitua o seu vinagre de vinho, de álcool, etc. Este ingrediente tem a sua eficácia na redução de peso, na redução da celulite e na desintoxicação do organismo. Mas o vinagre de maçã também apresenta muitos outros benefícios para a saúde, tais como, redução do colesterol, promove uma boa circulação sanguínea, melhora o metabolismo, facilita a digestão e contribui para a manutenção de uma pele saudável. Procure o vinagre de maçã natural.

Chá verde (green-tea) - rico em polifenóis que previnem o câncer e doenças do coração. Tome-o quente, porém, não fervendo. Todo o chá, com o passar do tempo, vai fermentando e perdendo as suas qualidades.

Vegetais crucíferos (brócolis, repolho, couve-de-bruxelas, rabanete, couve-flor - de cor verde escuro) que possuem grandes quantidades de glicosinolatos que previnem o câncer. Procure os alimentos orgânicos - sem agrotóxicos e com muito mais sais minerais e vitaminas.

Frutas cítricas - (ricas em limoneno) que previnem o câncer e fortalecem o sistema imunológico. A OMS recomenda comer três frutas diariamente.

Alho e a cebola - contêm alicina e estimulam o sistema imune, são varredores de radicais livres; reduzem colesterol e triglicérides. A cebola de melhor qualidade é a vermelha. Estes alimentos protegem contra o câncer pelo seu alto conteúdo em selênio (um mineral que estimula a produção dos glóbulos brancos e induz a morte das células ruins) e outros compostos que estimulam a produção de enzimas que neutralizam os radicais livres relacionados com o câncer.

Produtos lácteos (iogurte, queijo, ricota) substitua o leite pelos produtos lácteos. Eles são pré e próbióticos e melhoram a flora bacteriana. O kefir (que é o coalho de leite) possui mais de 20 colônias de lactobacilos que auxiliam muito a flora intestinal.

Linhaça (que contém lignana) - modula o sistema imune, reduz o colesterol e diminui o risco de doenças cardiovasculares. Compre a linhaça em grão, bata no liquidificador a quantidade que você vai ingerir no dia e coloque no seu suco de frutas.

Esta é uma pequena parcela dos produtos nutracêuticos e o que eles podem fazer por você, pela sua família. Sabemos que o hábito alimentar não se muda “da noite para o dia”. Mas, ele pode ser modulado e implementado no decorrer do tempo. Mude aos poucos... os benefícios serão enormes. Você estará contribuindo para que os alimentos sejam de melhor qualidade. Se o consumidor exigir, a cadeia produtiva mudará os seus conceitos. Afinal, os produtores querem atender as necessidades dos seus consumidores.

Gengibre - Nativo da Ásia, cresce ao longo dos trópicos, em especial entre a Índia e a China. Utilizado como especiaria devido ao seu aroma e sabor muito característicos, a raiz de gengibre é também usada medicinalmente com diversos fins. Tem uma ação estimulante da secreção salivar e gástrica, aumentando o tônus da musculatura intestinal e o peristaltismo, sendo estas ações atribuídas às substâncias picantes. Além desta ação, o gengibre é também um excelente antiemético natural no combate aos enjôos das viagens. Tem ainda um efeito positivo em situações de problemas respiratórios (gripes e constipações), como excelente antiséptico e anti-inflamatório. Devido às suas características pungentes (picantes), o gengibre é também um estimulante circulatório, podendo ajudar em casos de frieiras e má circulação nas mãos e nos pés.

O Cacau Cru - O maior anti-oxidante da natureza. Rico em magnésio, cromo, ferro, fósforo, Vitaminas B1,B2,B5,B6, C e E ...

A Maça - Uma raiz proveniente do Peru. Aumenta a energia e resistência, regula o ciclo menstrual pois promove o equilíbrio hormonal, estimula o cérebro, é um afrodisíaco natural.
Rica em cálcio, magnésio,ferro,zinco,iodo, selênio,cobre, manganésio e vitaminas do complexo B.

As Bagas Gojies - Contém 18 aminoácidos e 21 minerais, ricas em anti-oxidantes e anti-inflamatórios.

Camu- Camu - A Maior fonte natural de Vitamina C.

ALGAS
As algas marinhas ajudam a restabelecer as reservas de ferro e são óptimas fontes dos principais minerais. São vários os tipos de algas: ágar-ágar, arame, bodelha, clorela, dulse, hiziki, irish moss, kombu, nori, spirulina, e wakame.As algas marinhas fazem parte da alimentação de muitos povos, como os chineses e os japoneses. Entre os ocidentais, são consumidas principalmente pelos vegetarianos e macrobióticos.As algas são uma excelente fonte de iodo, mineral essencial ao correto funcionamento da tiróide. Outros minerais que normalmente se encontram nas algas são o ferro, o potássio, o cálcio, o cobre, o magnésio e o zinco.A maioria das algas contém ainda betacaroteno (provitamina A) e algumas das vitaminas do complexo B. A maioria dos tipos de algas apresentam um elevado conteúdo protéico, sendo ricas nos aminoácidos essenciais.São os únicos alimentos de origem vegetal que contêm vitamina B12. No entanto, a vitamina B12 existente nas algas encontra-se numa forma biologicamente inativa, isto é, o organismo não consegue utilizá-la convenientemente. Deste modo, as algas não são uma fonte credível de vitamina B12.O consumo regular de algas pode ajudar a combater a anemia, uma vez que ajudam a manter e restabelecer as reservas de ferro.As algas aumentam o volume das refeições, sendo contudo pobres em gordura e calorias. Tem uma composição gelatinosa e um elevado teor de fibras.Como são muito ricas em carotenos, podem ter um efeito protetor contra a mutação de certas células cancerígenas.Além dos benefícios nutricionais e terapêuticos, de alguns tipos de algas são também extraídas substâncias utilizadas na indústria alimentar e de cosmética. Por exemplo, em alguns produtos alimentares utiliza-se o agar-agar (E-406), o carragenano (E-407) e os alginatos (E-400), substâncias que funcionam como aditivos naturais com, respectivamente, as funções de gelificantes, espessantes e estabilizantes. Por outro lado, na cosmética as algas são muito usadas em produtos para ajudar a rejuvenescer a pele, prevenir problemas circulatórios e reumáticos e a combater a celulite.Algumas zonas dos mares estão poluídas com metais pesados. Por isso, há toda a conveniência em adquirir as algas em lojas de produtos naturais que assegurem que os produtos provêm de regiões não poluídas.As algas compradas secas e embaladas, conservam-se quase indefinidamente enquanto fechadas; uma vez abertas as embalagens, conservam-se cerca de 4 meses num recipiente fechado.

Tipos de algas:

SPIRULINA
- O suplemento de proteína mais perfeito da natureza, contém todos os aminoácidos essenciais sendo 85% a 95% digerível pelo nosso organismo o que não acontece com as proteínas animais.

AGAR-AGAR - usada principalmente para engrossar os alimentos. É vendida em fios ou em flocos e não tem sabor, pelo que misturada com frutas é geralmente utilizada como gelatina (substitui as gelatinas de origem animal).Devem demolhar-se poucos minutos e cozinhar-se até que a alga se dissolva; depois deve deixar-se solidificar até se obter uma excelente gelatina.É um ótimo alimento em casos de obstipação e de excesso de peso.

ARAMÉ - alga escura, muito fina e de sabor suave que se cozinha com os vegetais. Pode ser cozinhada em vapor, salteada ou comida como salada. Rica em cálcio, ferro, iodo e outros minerais. Deve demolhar-se cerca de 15 minutos e cozinhar durante mais ou menos meia hora. O seu sabor suave mistura-se bem com outros sabores pelo constitui um bom começo para a apreciação de vegetais marinhos.Auxilia na digestão e é excelente para problemas nos órgãos reprodutores femininos (especialmente) e masculinos.

BODELHA - também conhecida por sargaço, é uma alga castanha, rica em iodo que pode ser útil no tratamento do hipotiroidismo. Absorve ainda o suco gástrico e diminui a acidez. É uma alga fresca que pode ser usada em decocção ou infusão.

CLORELA - é uma microalga verde, de água doce, cujo nome se deve à riqueza em clorofila. Rica em nutrientes e ácidos nucléicos (DNA e RNA), apresenta propriedades desintoxicantes e estimulantes do sistema imunitário, sobretudo ao nível da atividade anti-viral. A clorela contribui ainda para controlar o colesterol, para além de ser também uma boa fonte de proteínas. É útil no crescimento das crianças, sobretudo quando há necessidade de enriquecimento nutricional e na nutrição de grávidas e durante a amamentação.

DULSE - alga vermelha (púrpura), macia, com sabor característico, usada em sopas e condimentos. Rica em minerais como o ferro, potássio, magnésio, iodo e fósforo.

HIZIKI - alga escura e comprida com textura semelhante à arame, mas mais espessa e com um sabor a mar muito mais forte. Tem uma quantidade enorme de cálcio e também de potássio e ferro. Deve colocar-se de molho cerca de 10 minutos antes de usar, pois aumenta cinco vezes de volume quando hidratada.O seu consumo proporciona brilho e elasticidade aos cabelos e às unhas.

IRISH MOSS - também chamada de musgo da Irlanda, é utilizada na indústria alimentar como fonte de carraginas gelatinosas para solidificar os alimentos. Apresenta uma cor entre o roxo-avermelhado e o verde-avermelhado.

KOMBU - de cor escura é mais larga e mais espessa que as outras algas. É usada para cozinhar com feijões (torna as leguminosas mais macias e digeríveis) ou com vegetais, realçando o seu sabor e ajudando na digestão das fibras. É também excelente para fazer caldos de legumes e sopas. Deve demolhar-se e demora cerca de 30 minutos a cozinhar. É bastante rica em cálcio e contém ácido glutâmico, que amolece os legumes e realça o seu sabor.Evita a formação de gases intestinais, fortalece e limpa os intestinos, aumenta a vitalidade sexual e estimula o sistema linfático. É importante no tratamento de doenças como a gota, a artrite, o reumático, a anemia, o hipotiroidismo, a digestão difícil, as colites e as dificuldades circulatórias e respiratórias.

NORI - de cor entre o verde vivo e o roxo e de folhas finas. As suas tiras secas são utilizadas como invólucro do famoso prato japonês, o sushi. Prepara-se tostando-a rapidamente na chama do fogão. Pode comer-se diretamente ou parti-la em pedaços e salpicar sobre a sopa, vegetais ou feijões. É particularmente rica em ferro, potássio, iodo e proteínas. Contem também vitamina A, cálcio, ferro, vitaminas B1, B2 e C.Elimina toxinas, favorece a digestão e ativa a circulação sanguínea.

SPIRULINA - é uma microalga azul-esverdeada, que apresenta cerca de 70% de proteínas contendo 8 aminoácidos essenciais. É 58 vezes mais rica em ferro que o espinafre, e oferece ainda vitaminas do complexo B. É por isso um bom complemento alimentar para vegetarianos e desportistas. A sua riqueza em clorofila faz com que seja usada em preparados para eliminar o mau hálito. Ajuda a combater o cansaço tanto físico como intelectual e reforça o sistema imunitário.

WAKAME - de folhas verdes escuras e encaracoladas tem um sabor suave e adocicado. É principalmente usada na confecção de sopas (sopa de misso) ou em conjunto com os vegetais. Rica em iodo, proteínas, cálcio, ferro e magnésio.Deve demolhar-se durante cerca de 20 minutos. Pode ser fervida em lume brando durante 10 a 15 minutos, ou cortada em bocadinhos para ser servida como salada. O seu veio central é rijo e deve ser retirado depois de amolecido em água fria, pois não amolece nem mesmo com a cozedura.Neutraliza as toxinas do sangue e estimula as secreções enzimáticas. Auxilia em problemas pulmonares como por exemplo a asma ou a bronquite.

Referências: http://www.graointegral.com.br/culinaria.japonesa.html

http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=80 (sobre spirulina)Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
http://www.centrovegetariano.org/index.php?print=1&article_id=20

Tenha qualidade de vida! Tenha saúde, se alimentando melhor!
Prof. Josef Karel Tlach

Solange Christtine Ventura
http://www.curaeascensao.com.br